As colisões entre os poderes legislativo e judiciário.

            O que dizer a respeito das discordâncias, sem justificativa aparente, entre os poderes da república, a saber: legislativo e judiciário.

                    VS    

Neste texto, estarei discordando sobre a perigosa discussão entre esses dois poderes que já vem se arrastando há meses. Em um primeiro momento, trago as principais razões para chegarmos nesta situação tão atípica e desnecessária à população brasileira, questiono:

I – Essa “guerra” começou em março de 2014 com a eclosão da Operação Lava Jato?

II – Foi com o efetivo combate à corrupção no país que está levando vários membros do poder legislativo federal ao banco dos réus?

III – O estopim desse confronto aconteceu com o processo de impeachment da ex-presidente?

IV – Iniciou-se com a reação do Congresso Nacional às decisões do Supremo Tribunal Federal em desfavor dos membros daquele poder?

V – Será que foram as colaborações premiadas das maiores empresas do país homologadas pela Corte Suprema?

            Responderei as perguntas anteriores de forma concisa e entendível. Em primeiro lugar, parte desta “guerra” surgiu sim no início da Operação Lava Jato em março de 2014, por qual razão? Leitores entendam, as ações da Lava Jato atingiram, diretamente, membros do poder legislativo e respondendo, conjuntamente, a segunda pergunta, os fatos estão relacionados com o combate aos atos impróprios de CORRUPÇÃO. Associadamente atearam mais lenha na fogueira com o processo de impeachment da ex-presidente, não que esteja mencionando que o impedimento não foi necessário, mas que aconteceu em um momento conturbado na economia e política brasileira, isso aconteceu! Enquanto a quarta indagação, afirmo e reafirmo que se tratou de reação do Congresso Nacional às decisões do Supremo Tribunal Federal e, com boas doses das temidas e necessárias delações premiadas homologadas pela Corte Suprema para colocar “fogo” na relação entre os dois poderes da república.

            E o que a população brasileira pensa de todo esse imbróglio? Tenho total convicção que a sociedade está irritada, indignada e com a certeza que nada mudou e não mudará nesse país, acontece que a cada dia que passa, temos decisões intempestivas, fatos absurdos e tentativas sucessivas de coibir a atuação de um poder no outro.

            Mas, quais são os reais interesses desse acinte entre legislativo e judiciário? Simples, a disputa de ego e poder. Peço a todos que reflitam e analisem o que acabei de citar. Preciso destacar, neste artigo, que divirjo de várias pessoas em falar que não há crise institucional ou a quebra do regime democrático e desafio a esses senhores e senhoras a apresentar razões para me convencer do contrário.

            O que podemos fazer para demonstrar nossa insatisfação com toda essa situação? Tenho uma ideia, vamos utilizar as redes sociais para pressionar os membros dos poderes da república a terminar com todas as polêmicas que estão no interior da sociedade brasileira há mais três anos. O Brasil é maior do que tudo isso que está acontecendo.              

 A corrupção é o pior câncer que existe.

Até à próxima.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *