Para que os sindicatos servem?

         Sinceramente, não sei dizer. Em princípio vamos a definição de sindicato: É uma associação para defesa e coordenação dos interesses econômicos e/ou profissionais de indivíduos (empregados, empregadores, profissionais liberais, autônomos, etc.) que exercem a mesma atividade ou atividades similares ou conexas. Agrupamento de pessoas, empresas, capitais para a realização conjunta de operações financeiras.

         Antes de iniciar efetivamente este artigo, esclareço a todos os leitores que, no momento, não sou filiado a nenhum sindicato ou associação, então este articulista observa toda a situação com o máximo de independência possível, ou seja, opiniões não tendenciosas.

         Vamos falar sobre a legalidade dessas associações ou sindicatos? Para mim o que vale, realmente, é o que versa a Constituição da República Federativa do Brasil, que diz em alguns dispositivos tais como que ninguém pode ser compelido (obrigado) a associar-se ou a permanecer associado a sindicato ou que é livre a associação profissional ou sindical, esses são alguns trechos da Carta Magna que falam sobre as associações sindicais, ou seja, outras “teorias” são, no mínimo, ilegais.

         Nessa etapa, chegamos aos questionamentos que permeiam a mente deste articulista:

Qual a real função dos sindicatos no contexto da sociedade brasileira?

O que os sindicatos estão fazendo em defesa dos trabalhadores?

Qual a possível relação sub-reptícia entre alguns sindicatos e os “patrões”?

Por que a cobrança do imposto sindical? É para custear as despesas com a “luta” a favor dos trabalhadores?

         Sendo sincero, essas perguntas provavelmente nunca serão respondidas, por quê? Existem muitos interesses “mal explicados” nas relações entre sindicatos e os governos, questiono: Não deveria ser diferente? Será que temos a famigerada corrupção também no interior dessas associações sindicais? Respondam para mim, pois me sinto incapaz por não entender.

         Creio que o instituto da corrupção está por todo lado e, não seria diferente com as associações sindicais. Falando abertamente, nunca percebi fiscalizações, de órgão independentes com integrantes de reputação ilibada e conhecimentos suficientes, em sindicatos ou associações.

         Tudo isso é muito incoerente, mas venho neste momento do artigo a me dirigir, diretamente, aos responsáveis por essas associações sindicais, vocês querem ter respeito e credibilidade? Abram suas contas de verdade, isso mesmo, transparência, chamem os trabalhadores para conversar…mostrem as “lutas” que realizarão, afinal os governos querem saber dos seus próprios “bolsos”, parem de fazer acordos com empresários de índole duvidosa.

         Este último parágrafo é especial para as pessoas que não gostam de escutar a verdade, não adianta pensar que o Brasil é o mesmo de anos de corrupção, dessa vez os corruptos terão bastante trabalho para continuar no poder, hoje temos aliados como a imprensa e alguns entes do poder judiciário.    

A corrupção é o pior câncer que existe.

Até à próxima.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *