Impostos e brasileiros, uma relação de ódio.

         

        Inicio este artigo com o seguinte questionamento: o que são esses impostos praticados no Brasil? A situação faz alguns anos, passou de absurda para se tornar totalmente fora da realidade, mas por que acontece isso? Vocês notaram o quanto os impostos aumentaram em relação ao ano de 2017? Não são apenas impostos federais, mas principalmente, os estaduais e municipais, é de ficar indignado, já não bastam os 12 (doze) milhões de desempregados, os governos estão cada vez mais aumentando os tributos pagos pela população honesta deste país, ou seja, estão empurrando, novamente, a conta da corrupção desenfreada para sociedade brasileira.

            Mas a culpa dos impostos altíssimos no Brasil é de quem? Respondo facilmente, é da corrupção enterrada nos governos ao longo dos anos de democracia neste país. Observo com extrema preocupação o total descaso com esse dinheiro da população brasileira desviado para “alimentar” a corrupção. Citarei, agora, alguns impostos que são cobrados pelos governos em todas suas esferas, a saber: municipal, estadual e federal:

IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano: é de atribuição municipal, cobrado das pessoas que possuem uma propriedade imobiliária urbana, um imóvel dentro de uma região urbanizada. O mencionado imposto, gerido pelo governo municipal, tem como objetivos atender as condições básicas da população com abastecimento de água, sistema de esgotos sanitários, rede de iluminação pública, escolas e postos de saúde, etc. Neste momento, o articulista que escreve este texto, irá fazer algumas perguntas sobre este tributo:

Qual a razão dos aumentos sucessivos ano após ano sem justificativa específica?

Por que cobra-se taxa de lixo? Não seria uma questão contratual da empresa?

Por que a cobrança de serviços de postagem do carnê de pagamento?

Senhores governantes municipais, há razão para o aumento deste imposto sem a destinação dos serviços básicos à população do município como o atendimento à saúde, à educação, ao saneamento e até na qualidade do asfalto da cidade?

IPVA – Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores: é de atribuição estadual, cobrado com o objetivo de arrecadar recursos sobre os automóveis das pessoas. A arrecadação é realizada para cada estado, sendo 50% do total arrecadado é destinado ao próprio estado e a outra parte para o local onde o veículo foi registrado. A famosa alíquota é definida para cada estado da federação. Ao contrário que todos pensam, o IPVA não tem relação alguma com a situação das rodovias e ruas, é apenas para arrecadar dinheiro. Como já dito, este articulista mora no Estado de Mato Grosso do Sul e, por diversas vezes, passa em seus pensamentos alguns questionamentos sobre o famigerado tributo.

Quais os motivos para os reajustes na alíquota do IPVA?

Se este imposto tem como única função arrecadar, qual a razão para a cobrança?

Por que não usá-lo para manutenção de ruas e rodovias?

Senhores governantes estaduais, por que não utilizam o IPVA para alguma ação preventiva do próprio governo? É apenas uma sugestão ou destinem esse dinheiro para diminuir a carga tributária da população brasileira.

IOF – Imposto sobre Operações Financeiras: é de atribuição federal, cobrado sobre operações de câmbio, crédito ou de seguro, também é tributado em operações mobiliárias, em suma, a cobrança deste imposto é realizada em:

– operações de crédito;

– operações câmbio;

– operações de seguro;

– emissão, pagamento, transmissão ou resgate de valores mobiliários.

Em síntese, tudo que você fizer diante de uma instituição bancária ou de crédito será COBRADO.

Seguindo a mesma linha de raciocínio, faremos alguns questionamentos a respeito deste tributo:

Por que a cobrança de imposto em operações financeiras? São tributos em cima de tributos?

Há a real necessidade?

Esse imposto é mais um para enriquecer bancos públicos e privados?

            Sinceramente, é triste e revoltante saber que todo o início de ano é a mesma história com a sociedade brasileira, impostos sem fim, aumentos sem justificativas plausíveis. É repulsivo saber que todo este dinheiro pago em impostos, muito provavelmente, não será investido nas necessidades inadiáveis da população.

 Parem de “investir” na corrupção.     

 A corrupção é o pior câncer que existe.

Até breve.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *